Existem dois tipos de postura de gestão empresarial: a gestão proativa e a gestão reativa. Ambas nunca são aplicadas de forma absoluta em uma empresa, justamente pelo fator de risco, já que uma precisa complementar a outra.

De modo geral, podemos compreender a gestão proativa como uma estratégia de identificação e análise das tendências dentro do mercado. Isso significa que a empresa poderá ser sustentada por uma grande vantagem competitiva gerada pela antecipação.

Tendo isso em mente, podemos identificar 7 habilidades que a gestão proativa oferece ao gestor, independente de sua área de atuação, são elas:

  • Habilidade de lidar com riscos.
  • Habilidade de identificar falhas.
  • Habilidade de visionar oportunidades de aumentar receitas.
  • Habilidade de liderar momentos de pressão.
  • Habilidade de compartilhar ideias de inovação.
  • Habilidade de identificar ações flexíveis nos processos.
  • Habilidade de desenvolver e identificar talentos.

Estas habilidades devem fazer parte da cultura de uma empresa, porque ajudam a construir uma equipa de profissionais proativos, atentos ás tendências do mercado, estando preparados para inovar, e, ” arregaçar as mangas” para fazer acontecer hoje ao invés de esperar pelo amanhã.

Apresento 4 benefícios da gestão proativa para qualquer tipo de negócio

1° Aumento de resultados e da competitividade– Este benefício reduz os riscos de processos e de implementação de projetos. Por isso, o aumento de resultados é visível, já que a equipa trabalha com o cenário futuro e realiza uma revisão dos possíveis riscos que podem encontrar no caminho.

2° Processo de decisão mais rápido e seguro– Aqui são apresentadas ao gestor várias simulações de cenários diferentes que a empresa poderá se encontrar futuramente. Isso significa que suas decisões terão maior impacto benéfico no negócio com maior precisão, segurança e qualidade nos resultados.

3° Otimização do plano de negócio– O plano de negócios deve ser realizado constantemente sempre que houver a inserção de novas estratégias na empresa. Por outro lado, há empresas que antecipam e realizam a atualização do plano de forma semestral ou trimestralmente, contemplando assim com um planeamento mais estratégico.

4° Autonomia da equipa- Se o gestor precisa focar esforços na análise de indicadores internos e externos, será muito mais vantajoso para ele se contar com uma equipa proativa, uma vez que os profissionais adquirem maior experiência e autonomia para avaliar questões internas e externas, além de apresentar capacidade de solucionar problemas e conflitos.