Visitors have accessed this post 82 times.

Partilhar artigo:

Build the Successful Business Plan

Dado à temática que tem sido abordada nesta segunda fase da Jornada como Criar uma Empresa de Sucesso trago-te uma das melhores ferramentas existente no mercado, o Plano de Negócios e o seu respetivo Canvas – este que poderás encontrar na publicação Business Model Canvas.

#GrowWithGoogle #SmallBusiness #BusinessPlan
Key Steps to Writing a Successful Business Plan | Grow with Google

O que é o Plano de Negócios?

O Plano de Negócios, ou mais conhecido como Business Model, define-se como uma ferramenta que permite a identificação dos principais recursos, produtos e/ou serviços de uma empresa.
Aqui, nesta fase propriamente, é a tua tela em branco. É nela que estruturarás a tua ideia de negócio, onde desenharás e modelarás as linhas essenciais do teu projeto. Poderás usá-lo como linha orientadora, como uma base para encontrares soluções a problemas que surjam, ou como uma ferramenta de apresentação a futuros investidores.

Construir o Meu Plano de Negócios

A construção do teu Plano de Negócios passa por quatro fases: Estruturação, Construção, Apresentação e Implementação.

Tendo em consideração estes pontos, o Estudo que realizaste na primeira fase da Jornada delimitou um caminho para esta fase, pelo que partilho algumas questões orientadoras para a delineação desta etapa:

  • 1.º Estruturação: primeiro que tudo, tens de perguntar como o irás estruturar?

Ora, para facilitar a sua comunicação é necessário que seja delineado de uma forma simples e de fácil compreensão a todos, pelo que é essencial que a linguagem utilizada e a informação transmitida sejam percetíveis tanto para ti, como para a tua equipa e a pessoas interessadas.
(No final do artigo deixo-te algumas sugestões e recursos de estruturação do Plano de Negócios!)

  • 2.º Construção: os conteúdos são práticos e fáceis de implementar? Já constituíste a tua equipa?

Por vezes, temos mais facilidade em complicar do que a simplificar. Pelo que, começa por te focares nas tarefas mais fáceis, as mais difíceis são as que tomam mais do teu tempo e definir prioridades é essencial para implementares uma boa gestão de tempo – acredita, tempo é uma ferramenta preciosa e dele necessitarás!
Na fase da construção tens de pensar nas pessoas que te acompanharão ao longo deste processo, são um recurso precioso e que ditará o sucesso da tua ideia. Pelo que a criação da tua equipa é crucial, serão o teu apoio e integrar pessoas em quem confies e que te apoiem nesta jornada é essencial. Pensa em construíres uma equipa de alto rendimento, com foco em objetivos e metas e verás que trarão inovação e dinâmica ao teu projeto.

  • 3.º Apresentação: Como vou apresentar o meu Plano? Como vou atrair investidores?

Aqui nesta questão tens de ter presente todos os recursos tangíveis e intangíveis que fazem parte da tua ideia. Ou seja, tens de retirar os pontos-chave do teu plano e prepará-lo de forma a que ao apresentares a outra parte entenda num todo o que é a tua ideia. Para atraíres investidores, vais ter de incorporar na tua apresentação aspetos do teu plano financeiro que envolvem os lucros que tens previstos e do qual terás de mostrar se a tua ideia é viável e trará rendimento.

  • 4.º Implementação: Quando/Como implemento o meu Plano? Como sei se o estou a fazer de forma correta?

A fase de implementação não é de todo a mais complicada, mas como todas as outras é uma das quais terás de ter presente que é um percurso do qual obterás resultados a longo prazo, e alguns aspetos num curto espaço de tempo é crucial o teu empenho.

Sendo que, um dos aspetos a ter em consideração encontra-se na forma como delineaste os teus objetivos e as metas que queres alcançar, e do qual durante o processo é crucial manteres a comunicação ativa com a tua equipa e garantir que alimentas a tua rede de contatos, pelo que o Networking e aderires a associações é fundamental.

É uma forma de teres noção se o que estás a fazer é correto – as associações e o networking dar-te-ão visões e soluções de empreendedores e profissionais das áreas mais relevantes para a tua ideia de negócio, ao lhes apresentares a tua ideia de negócio estarás, de certa forma, a atrair novos investidores e também novas aprendizagens de pessoas com experiência na área para levares o teu projeto rumo ao sucesso.


Agora que tens preparado o essencial, vamos criar a estrutura base do teu Plano de Negócio. É uma simples sugestão e de certa forma uma estrutura conceptual do qual poderás tirar ideias para estruturares o teu plano, mais abaixo deixo-te alguns recursos e ideias para te inspirares.


Assim sendo, a minha principal sugestão centra-se em dividires o teu Plano em duas partes fundamentais: uma mais descritiva na qual explicas a tua ideia, apresentas o teu Modelo BMC (Business Model Canvas) e a estratégia que pretendes implementar (podes sempre adicionar outros itens que aches relevante); na segunda parte, num contexto mais quantitativo, é onde delimitarás toda a estrutura e planos financeiros, como, por exemplo, estimativas de vendas, gastos e lucros que a tua ideia gerará.

Exemplo de Estrutura de Plano de Negócios

Parte I:
1. Sumário Executivo

2. Descrição da Empresa (Apresentação da Equipa; Missão, Visão e Valores)

3. Análise de Mercado

4. Apresentação do Negócio (Descrição dos Produtos/Serviços, Público-alvo, Parceiros)
Parte II:

5. Plano Económico e Financeiro (Investimentos e Financiamentos)

6. Conclusão

Recursos:

2 COMENTÁRIOS